Brasil

5/cate1/Brasil

Política

5/cate1/Política

Vídeos

Esportes

5/cate4/Esportes

Internacional

5/cate5/Mundo

Economia

4/cate2/Economia

Podcast

Últimas Notícias

Ranking Político elege Mara Rocha uma das melhores congressistas do Brasil



Pela terceira vez o Ranking Políticos elege Mara Rocha (PSDB/AC) como a melhor congressista do Acre, alcançando 78 pontos dentro dos critérios definidos pelo site. 

A novidade é que, pela primeira vez, a parlamentar acreana empatou, com outros 23 congressistas, no primeiro lugar geral do Ranking, tornando-se uma das melhores congressistas do Brasil.

Para chegar à pontuação, o Ranking utilizou critérios como Presença nas Sessões e Qualidade Legislativa. Nesse início de 2020 a parlamentar manteve a assiduidade mas surpreendeu na qualidade legislativa, votando a favor do afastamento do Deputado Wilson Santiago, investigado pelo STF, e a favor da Medida Provisória nº 897/2019, a MP do Agronegócio, que abrirá espaço para novas formas de financiamento para os produtores rurais.

O site Ranking Político analisa o desempenho do conjunto de congressistas brasileiros, entre Câmara Federal e Senado, levando em consideração as presenças em plenário, a qualidade legislativa das proposições apresentadas, os privilégios de que o político abre mão e a quantidade de processos judiciais que o parlamentar responde, a partir desses critérios, o parlamentar pode ganhar ou perder pontos.

Mara Rocha demonstrou surpresa com sua posição: “Já é a terceira vez que sou considerada a parlamentar número 1 do Acre, mas é a primeira vez que estou entre os primeiros do Brasil. Isso é surpreendente e animador, uma vez que estou no meu primeiro mandato. Esse reconhecimento só me motiva a continuar trabalhando sério para fazer a diferença no meu Estado, que precisa ser priorizado em Brasília”, afirmou a parlamentar.




Em pronunciamento, Vanda Milani registra abertura oficial da colheita de soja no Acre e destaca trabalho dos órgãos ambientais do Estado



Em discurso na Câmara dos Deputados esta quarta-feira 19, a deputada Vanda Milani (Solidariedade) destacou  sua participação na abertura oficial da colheita de soja da safra 2020,no Acre, que teve lugar na Fazenda Campo Esperança(Capixaba),de propriedade do empresário Jorge Moura. “Exemplo de empreendedor consciente, Jorge Moura  utiliza o meio ambiente para geração de riqueza e renda através de uma agricultura sustentável. Ele demonstrou  como usar a terra  de forma responsável, reaproveitando  o que já estava aberto e servindo de paradigma de equilíbrio ambiental e sustentabilidade para todo o Estado”, disse.
Em sua fala, a parlamentar lembrou ainda que o Acre possui uma inegável vocação agrícola e o Governo do Estado vem trabalhando junto a agricultores e pecuaristas a fim de consolidar o agronegócio. “Para tanto, a Secretaria de Meio Ambiente e Imac vem demonstrando resultados indiscutíveis : não há uma única licença ambiental pendente e a orientação é que todos tenham o mesmo tratamento”.
No pronunciamento, Vanda Milani salientou  que vem sendo realizados mutirões ambientais em todo o Estado, a exemplo do já realizado na região do Alto Acre (abrangendo os municípios de Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri e Assis Brasil) e em Cruzeiro do Sul, previsto para acontecer de 23 a 27 de março, “iniciativa que deverá abranger todo o Vale do Juruá para depois ser empreendida nas demais regiões”.
Seriedade
De acordo com a deputada, todo o esforço em nível ambiental demonstra a seriedade do trabalho que está sendo realizado no Acre, cuja pujança do setor rural só tende a crescer, criando prosperidade econômica e trazendo progresso social para toda gente. Ao finalizar sua exposição , Vanda Milani enfatizou: “É o Governo do Estado - através da Secretaria de Meio Ambiente, Imac e demais órgãos afins - fazendo cumprir a legislação ambiental e mostrando que desenvolvimento e sustentabilidade podem perfeitamente caminhar juntos”.


“Não corre risco de morte”, diz Ciro sobre irmão baleado por PMs



O ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE) usou as redes sociais, nesta quarta-feira (19/02/2020), para falar sobre o irmão, o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE), que levou um tiro enquanto tentava ultrapassar um bloqueio de policiais militares em Sobral (CE). “Espero que as autoridades apresentem os marginais que tentaram esse homicídio”, escreveu.
Na publicação, Ciro ainda contou como está o quadro de saúde do irmão: “Até aqui as informações médicas são de que as balas não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo”. Ele ainda afirmou que Cid não corre risco de morte.
Além de pedir justiça às autoridades, o irmão de Cid ainda informou que foram dois tiros. Anteriormente, a informação é de que havia sido apenas um.


Morre Mojica, o Zé do Caixão


Morreu nesta quarta-feira (19), aos 83 anos, o ator e cineasta José Mojica Marins, conhecido como Zé do Caixão. A notícia foi confirmada ao R7 pela filha do artista, a também cineasta Liz Marins.
Zé do Caixão morreu após apresentar uma broncopeneumonia. Ele estava internado desde o dia 28 de janeiro no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo. 
"Ele teve momentos de melhoras, mas veio a falecer nesta quarta, às 15h46. Meu pai sofria de insuficiência renal, mas acabou tendo uma broncopeneumonia", contou. 


Senador Cid Gomes (PDT), Irmão de Ciro Gomes é baleado em Sobral


O senador Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado agora há pouco em Sobral, na Região Norte. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Sobral e divulgada pelo site NB. Após ser atingido por um disparo de arma de fogo, o senador foi encaminhado para um hospital na região.
Momentos antes, Cid fez um discurso com críticas ao movimento de paralisações deflagrado nas últimas horas pela Polícia Militar do Ceará. “Eu vim aqui defender a paz e a tranquilidade do povo de Sobral. Ninguém será chantageado, ninguém deixará de trabalhar, de abrir suas portas e caminhar com tranquilidade em Sobral”, disse o senador.

Oposição pede cassação de Flávio Bolsonaro no Conselho de Ética

Marcelo Freixo e Flávio Bolsonaro
Foto: Flickr -/Agência Brasil

Um grupo de parlamentares do PSOL, PT e Rede entrou com pedido de cassação do senador Flávio Bolsonaro (sem partido)  no Conselho de Ética do Senado na manhã desta quarta-feira 19. As três legendas acusam o filho Zero Um do presidente da República de quebra de decoro parlamentar.
 “O senador Flávio Bolsonaro mantém uma relação continuada com as milícias do Rio de Janeiro, e não se pode admitir que uma pessoa com esse tipo de conexão permaneça andando livremente no Senado Federal”, afirmou o deputado federal Marcelo Freixo, do PSOL.

O documento, entregue ao senador Jayme de Campos, presidente do Conselho, afirma que Flávio mantém uma “ligação forte e longeva” com as milícias no Rio de Janeiro. “Facilitada por esta relação com as milícias, ou em razão dela, flagrou o Ministério Público, a Polícia e órgãos de controle (como o antigo Coaf), um esquema montado dentro do gabinete do atual senador, quando ex-deputado estadual, com a prática de crimes como lavagem de dinheiro e ilícitos como a contratação de funcionários fantasmas e a ‘rachadinha’ (a apropriação de parte ou da totalidade da remuneração dos funcionários de seu gabinete)”

Por Roberta Paduan/Veja