Polícia descarta motivação política em assassinato de petista em Foz do Iguaçu


 

A Polícia Civil do Paraná concluiu que não houve motivação política no assassinato de Marcelo Arruda, militante petista e tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, por Jorge Guaranho, bolsonarista que atirou na vítima.

Jorge Guaranho entrou na festa de aniversário de Marcelo Arruda, que comemorava 50 anos, gritando o nome do presidente Jair Bolsonaro (PL) e atirou no petista. O caso aconteceu no último sábado (9) e a festa tinha como tema o PT e o ex-presidente Lula.

Nesta sexta-feira 15, a Polícia Civil deu uma entrevista coletiva e afirmou que Guaranho foi indiciado por motivo torpe, além de causar perigo comum.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem