Mailza mostra força política

 


Por Mariano Maciel

Força política

Diante dos impasses criados pelo governador Gladson Cameli pela direção do Progressistas no Acre, a  senadora Mailza mostra força política, mais uma vez, ao ser recepcionada  no Aeroporto de Rio Branco  por pastores, mulheres, pela Juventude Progressistas, prefeito Tião Bocalon e apoiadores que demonstram admiração à parlamentar.

* Sob aplausos, ela foi recebida por centenas de apoiadores à sua pré-candidatura ao Senado que a todo instante gritavam “Mailza! Guerreira do Acre inteiro”. Eles defenderam também a permanência dela na direção regional do PP.

Distantes

Jair Bolsonaro e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), não trocam uma palavra há mais de um mês. A última vez foi em 26 de abril, num evento de prefeitos em Brasília.

* Quando precisa tratar de temas de votações relevantes, Pacheco fala com Paulo Guedes e Ciro Nogueira. 

Apreensão no Itamaraty

A tramitação de uma PEC que permite a nomeação de parlamentares para o cargo de embaixador sem perda de mandato está causando preocupação e mal-estar no Itamaraty.

+ A proposta é de autoria do senador Davi Alcolumbre (União Brasil-AP), mas pelo menos uma dezena de senadores tem interesse em sua aprovação, pois imaginam poder pleitear postos no exterior para depois voltar às suas atividades no Congresso.

 Calamidade

Com as pesquisas de opinião mostrando uma posição desvantajosa para o projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro, voltou à mesa de discussões a possibilidade de decretar um novo estado de calamidade.

* Tal como ocorreu em 2020, essa medida permitiria realizar despesas fora dos limites do teto de gastos, como a conta de estabilização de preços dos combustíveis ou o pagamento de um auxílio aos caminhoneiros, por exemplo.

Alinhamento

Pré-candidatos a governador que contam com o apoio do presidente Jair Bolsonaro tentam modulares seus discursos na tentativa de atrair eleitores de centro e escapar da alta rejeição ao titular do Palácio do Planalto.

Acordos regionais

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, aguarda o desfecho de acordos regionais com o MDB para marcar uma nova reunião da executiva do partido, com o objetivo de selar o apoio dos tucanos à pré-candidatura de Simone Tebet (MDB-MS).

* A direção do PSDB exigiu o apoio dos emedebistas em Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul para garantir a aliança com a senadora.

Retirada do plenário

Deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) estuda entrar com uma representação na corregedoria da Câmara contra o presidente da Casa, deputado Arthur Lira, após o bate-boca ocorrido entre os dois na última terça-feira, 31.

* A possibilidade de o PSOL acionar o Conselho de Ética e até mesmo o STF (Supremo Tribunal Federal) contra Lira também está na mesa, mas ainda precisa ser deliberada pelas instâncias do partido.

Frase

“Não faço mais campanha com bandido” – Ciro Gomes sobre posição em 2º turno entre Lula e Bolsonaro.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem