Criação da CPI do MEC perde apoio

 


Dois senadores decidiram retirar o apoio ao requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os supostos desvios no Ministério da Educação.

 

Na sexta-feira passada (8), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento, chegou a anunciar que o documento já reunia 27 assinaturas – número mínimo para o pedido fosse formalizado.

 

O próprio parlamentar reconheceu, no entanto, que o apoio era frágil e havia risco de recuos. Randolfe trabalhava com a ideia de atingir 29 ou 30 assinaturas até esta semana, justamente para ter uma margem em relação à pressão do governo.

 

Com as decisões dos senadores Oriovisto e Styvenson, o documento tem agora 25 das 27 assinaturas necessárias. Sem o número mínimo, o requerimento não pode ser protocolado junto à Mesa Diretora do Senado. Randolfe disse que vai continuar tentando obter as duas assinaturas que precisa para protocolar o requerimento.

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem