Direto do Planalto

QUANDO A MÁSCARA CAIR COMO ESTARÁ O SEU SORRISO?

 


*Gislaine Sachetti, responsável pela Swiss Dental Academy, da EMS, na América Latina.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde como bem-estar físico, mental e social. Saúde não é apenas a ausência de doenças ou patologias físicas, mas sim o bem-estar em seu sentido mais amplo. A autoestima é uma questão fundamental para manter a sensação de bem-estar e os vínculos sociais, o que influencia diretamente na saúde do indivíduo. O NUBE (Núcleo Brasileiro de Estágios) realizou uma pesquisa com mais de 4 mil jovens entre 15 e 18 anos, no ano de 2019 com o tema ‘Como está sua autoestima?’ e revelou que diversos jovens têm sofrido com a falta de amor-próprio e a baixa estima. Aproximadamente 21% dos que responderam as questões vivem altos e baixos quando se trata de autoestima, e mais de 1.600 jovens apontaram sua estima como muito baixa e disseram viver dificuldades por conta disso.

Os dentes e a saúde bucal podem influenciar diretamente na autoestima, uma vez que o sorriso é uma das partes do rosto que chamam atenção, não é à toa que a procura por tratamentos odontológicos estéticos cresceu nos últimos anos. O Conselho Federal de Odontologia (CFO) apontou o Brasil como o segundo país com maior procura por mudanças odontológicas no mundo, e revelou que R 38 bilhões são movimentados no mercado da odontologia estética por ano.

Um sorriso bonito faz a diferença desde os primeiros anos de vida e impacta diretamente na forma como as crianças vão se relacionar e no desenvolvimento da sua autoconfiança. Não é raro os pais levarem seus filhos ao dentista desde muito novos para tratar e prevenir cáries, fluorose, perda precoce dos dentes de leite e a má formação da arcada dentária. Dessa forma os pais contribuem com a saúde bucal dos filhos, que vai muito além da boa aparência dos dentes. Quando cuidamos dos dentes mantendo uma rotina de higiene adequada, além de garantir um ponto positivo para a autoestima no futuro, você mantém a saúde bucal e evita diversos problemas odontológicos.

Uma das melhores formas de manter um sorriso bonito e a saúde bucal em dia, é realizar uma excelente escovação e uma limpeza direcionada nas partes que estão mais vulneráveis. Por isso o método GBT (Guided Biofilm Therapy), da EMS (Electro Medical System) auxilia na identificação das partes que mais necessitam de atenção na hora da higienização. Além de ser uma forma mais clara de ajudar o paciente a cumprir sua rotina básica de cuidados, a GBT oferece conforto, melhora a experiência com o profissional, estabelecendo confiança e garantindo o retorno em outras consultas, uma vez que o paciente não é submetido a procedimentos invasivos e dolorosos ao cuidar da sua saúde bucal.

Durante a pandemia, como foi a sua rotina de higiene bucal? No confinamento social, que não tinha data certa para acabar, você continuou indo ao dentista? Com a obrigatoriedade do uso de máscaras houve um grande benefício: de uma maneira simples, a população conseguia se proteger da contaminação do novo vírus. Mas, por outro lado, será que o uso de máscaras trouxe impactos negativos em algum outro aspecto de saúde, respiratório ou odontológico, por exemplo? Uma pesquisa do CFO revelou que 82% dos 42 mil dentistas continuaram trabalhando durante a pandemia, atendendo casos diversos. Manter uma rotina de higiene bucal adequada, sabendo qual o seu caso específico, e realizar visitas regulares ao dentista são passos fundamentais para manter a saúde bucal, durante e após o fim da quarentena. Quando a máscara cair, como estará o seu sorriso?

*Gislaine Sachetti, Dental & Medical LATAM Educational & Product Training Specialist - assuntos relacionados à educação - as academias SDA e SDCA, atividades de comunicação e parcerias na região, relacionamento com as instituições, congressos e eventos e líderes de opinião nos mercados de atuação.

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem