Em Brasília, secretária de Assistência Social anuncia importantes avanços para proteção da mulher, criança e adolescente

 


“Esta sendo uma semana extremamente produtiva”. A afirmação é da secretária de Estado de Assistência Social, Ana Paula Lima, que, nesta segunda-feira (29), teve audiência em Brasília na Secretaria Nacional de Política para as Mulheres e ,na quarta-feira (1), teve reunião na Secretaria Nacional de Defesa da Criança e do Adolescente.

Na Secretaria Nacional de Política para as Mulheres, Ana Paula Lima reafirmou o compromisso na construção das 3 casas da Mulher Brasileira (em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia). Segundo a secretaria, os projetos já foram aprovados e agora terão o devido encaminhamento para que a política seja efetivamente executada. Houve ainda a confirmação para a implantação do projeto Maria da Penha vai às Escolas, que conta com a formação de mais de 1600 multiplicadores na educação que vão levar ao grande público o conhecimento da Lei Maria da Penha.

Ana Paula conseguiu também a adesão para futura  implantação dos projetos Qualificação da Mulher, Maternidade Mães Unidas e Maria da Penha vai à Àrea Rural(uma novidade da Secretaria Nacional). A secretária lembrou que  apesar do feminicídio ainda registrar índices consideráveis no Acre, o Governo do Estado conseguiu, através do fortalecimento de políticas de proteção e prevenção da violência contra a mulher, reduzir este percentual em mais de 20% no ano de 2021, ”implementando ações e aplicando projetos que conseguiram resultados sumamente positivos”.

Criança e Adolescente

Já na Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ana Paula Lima articulou a implantação no Acre do Centro Integrado de Atendimento à Criança e Adolescente, um espaço que reúne todos os sistemas públicos  de garantias como o Ministério Público, Defensoria Pública, Conselho Tutelar e demais órgãos encarregados de assegurar  os direitos da criança e adolescente. ”É preciso reconhecer que o Governo do Acre tem demonstrado uma firme intenção de fortalecer esta rede de atendimento da criança e adolescente para garantir êxito nos resultados”, acrescentou Ana Paula.

Para a secretária, todo este esforço e empenho junto às autoridades federais vão ajudar no combate à violência contra as crianças e adolescentes. “Estamos ainda confirmando nosso apoio aos conselhos tutelares numa articulação junto à Secretaria Nacional. Entendemos que para que esta rede realmente  funcione ela tem que estar de fato fortalecida”, enfatizou. Ainda junto à Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente, Ana Paula Lima conseguiu o apoio para a implantação do Sistema de Escuta Protegida, um mecanismo inovador que trabalha a fim de evitar que a criança seja revitimizada.

União

De acordo com Ana Paula, o êxito no combate e  erradicação da violência  contra a mulher, criança e adolescente depende fundamentalmente da união do Estado(através dos  governos estaduais e federal),Legislativo, Judiciário,  “e principalmente a sociedade civil  quando é colocado o problema da prevenção. A prevenção é o mais importante”, sentenciou. Num balanço de suas articulações junto às autoridades federais em busca de apoio para as áreas onde atua no Acre, Ana Paula Lima foi enfática: “Saio de Brasília muito feliz com os resultados”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem