Iklan

iklan

Seca do Rio Acre apresenta riscos

13 de agosto de 2021 | 13.8.21 WIB Last Updated 2021-08-13T22:12:51Z

 


Katiussi Melo

Rio Branco está há vários dias sem um volume significativo de chuvas. A estiagem deve se estender pelos próximos dias. Além dos prejuízos a qualidade do ar e a saúde da população, a baixa umidade causada pela seca também favorece a ocorrências de queimadas que colocam em risco a segurança dos moradores do entorno.

Diante do atual situação climática, quando a ocorrência de chuvas e menor, a população deve ficar ainda mais atenta e não atear foge em lixo e em resíduos resultantes de capinagem, tanto na zona urbana quanto na zona rural.


Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Major Cláudio Falcão, registros do tipo são intensificado entre os meses de junho a outubro, quando a umidade relativa do ar e menor, agravando também a situação hídrica.

“Juntamente com a segunda quinzena deste mês, a tendência é o agravamento da crise hídrica enfrentada neste momento pela população, tanto na parte referente a seca, quanto na de queimadas, tanto na zona urbana, quanto na zona rural,” comentou.

Nos últimos dias diversas ocorrências de focos de incêndio foram registrados. Com uma possível chegada de uma frente fria para os próximos dias, as pessoas precisam estar mais atentas.

“As pessoas não tem consciência. Colocam fogo em seus terrenos não estão nem ai. Além de sujar toda a casa, ainda faz mal a saúde deles e de todos nós”, reclamou a dona de casa Lucila Araújo.

Falcão enfatiza também a respeito do cenário convidativo para descontrair e descansar curtindo o sol e aproveitando para esfriar o calor. Com quase todo mundo desejando esse oásis, as praias que se formam as margens do rio nessa época ficam lotadas de pessoas em busca de diversão e, com isso, o risco de acidentes cresce consideravelmente. Uma das principais ocorrências atendidas pelo Corpo de Bombeiros nesse período do ano são os afogamentos. Na grande maioria dos casos, ocorridos em consequência da ingestão de bebidas alcoólicas e pela falta de conhecimento de buracos com profundidade nesses locais.

“É importante certificar-se da profundidade antes de mergulhar e reconhecer os próprios limites. Se não souber nadar, evite se aventurar no fundo, principalmente se ingerir bebidas alcoólicas. Com as crianças, os cuidados precisam ser redobrados,” pontuou Major Falcão.

Com o nível do rio em situação crítica a Defesa Civil Municipal já planeja e executa ações visando minimizar os danos causados pela seca nesse período de estiagem.


 

 

 

Comente
Deixe o seu comentário
  • Seca do Rio Acre apresenta riscos

Tendências