Iklan

iklan

Jornalista revela ter sido vítima de assédio moral e registra B.O contra diretor de comunicação da Prefeitura e presidente da FGB

28 de julho de 2021 | 28.7.21 WIB Last Updated 2021-08-01T14:27:02Z

 



Por Ithamar Souza, Ecos da Notícia

 

A jornalista Katiussi Melo, que foi nomeada no início da gestão Bocalom para assessoria de imprensa da Fundação Garibaldi Brasil (FGB) e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, declarou na manhã de quarta-feira 28, que foi exonerada após sofrer assédio moral por parte do secretário de Comunicação da Prefeitura de Rio Branco, Ailton Oliveira e de Pedro Henrique, da Fundação Garibaldi Brasil.

 

Katiussi esteve em uma delegacia de polícia para registrar boletim de ocorrência por assédio moral. “Fui assediada. Minha última matéria saiu somente do arraiá de vacinação. Só aceitarei minha exoneração se comprovarem que fui incompetente”, explicou.




 A profissional da comunicação ressaltou que acredita que o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom não compactua com esse tipo de situação, pois jamais perseguiria pessoas. A jornalista disse que vai ao Ministério do Trabalho registrar uma queixa contra os administradores da prefeitura e  “espera que tudo isso seja um equívoco”.




 

 

 

Comente
Deixe o seu comentário
  • Jornalista revela ter sido vítima de assédio moral e registra B.O contra diretor de comunicação da Prefeitura e presidente da FGB

Tendências