Iklan

iklan

Guedes é sabatinado na CFFC e na Comissão Especial sobre a Reforma Administrativa

9 de julho de 2021 | 9.7.21 WIB Last Updated 2021-07-09T19:00:29Z

 


O ministro Paulo Guedes foi questionado nesta ontem (08) na comissão de fiscalização, financeira e controle e, na comissão especial da Reforma Administrativa sobre diversos pontos, entre os quais, os aumentos de preços dos alimentos, gás de cozinha, combustíveis e reforma administrativa. 


O deputado Léo de Brito foi o autor do requerimento de convocação do ministro Paulo Guedes e, na ocasião, foi quem mais pediu explicações, inclusive sobre as privatizações, privilégios e supersalários.


Outra cobrança feita pelo parlamentar se refere a recomposição do orçamento das universidades, que tiveram cortes de mais de 18% em relação a 2020 e atingiram as 69 universidades federais. Brito lamentou o desmonte da educação e os cortes de recursos que podem inviabilizar o funcionamento das universidades e institutos federais.


Já na comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a proposta de reforma administrativa.


“O Brasil não precisa dessa reforma administrava, precisa atacar os privilégios, os supersalários, que nos vamos votar agora na Câmara e que eu tenho defendido há muito tempo, o Brasil precisa cortar essas benesses como a que o próprio presidente da República fez pra ele mesmo, que aumentou seu salário de 31 mil para 41 mil reais recentemente, o que precisamos é melhorar os mecanismos de eficiência, valorizando o servidor público, precisamos de estabilidade e eficiência no setor público”- disse Léo de Brito..

Comente
Deixe o seu comentário
  • Guedes é sabatinado na CFFC e na Comissão Especial sobre a Reforma Administrativa

Tendências