Iklan

iklan

Falta de luvas para procedimentos ainda persiste no Huerb

20 de julho de 2021 | 20.7.21 WIB Last Updated 2021-07-20T15:17:03Z

 


Com a deficiência no fornecimento de luvas para procedimentos, os médicos e demais servidores do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) estão obrigados a atuar com maior exposição a contaminações. O problema no fluxo de distribuição do equipamento de proteção individual foi constatado durante visita realizada pelo Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), na sexta-feira, 16.



Segundo os trabalhadores, para conseguir uma caixa de luvas é preciso ficar disputando o produto e realizando pedidos reiterados para que seja fornecido. Enquanto o item de segurança não chega, os profissionais se arriscam para salvar vidas.



O presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, ainda verificou a falta de Dormonid para a sedação de pacientes que precisam realizar procedimentos invasivos. O resultado é o uso de medicamentos alternativos que não são tão eficazes, ocasionando o sofrimento do paciente.



Os representantes da entidade sindical ainda verificaram que a Sala de Emergência Clínica (SEC) está sendo utilizada para fins de atendimento semi-intensivo, mas os médicos não estariam sendo remunerados de forma equivalente à função exercida, deixando de receber gratificações, enquanto ficam doentes.



“Constatamos ainda que os médicos lotados na Sala de Emergência Clínica estão sendo desvalorizados. Eles salvam vidas e estão sendo usados pelo Estado e descartados quando estão doentes. É necessário oferecer algum incentivo para que eles possam atuar de forma decente em um setor tão vital”, protestou o presidente do Sindicato.

 

Comente
Deixe o seu comentário
  • Falta de luvas para procedimentos ainda persiste no Huerb

Tendências