STF decidirá sobre Lei de Improbidade que pode afetar eleições

 


Políticos condenados por malversação de recursos e corrupção aguardam, tensos, sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira, 3. É quando será analisada a retroatividade de alterações feitas em lei que, por enquanto, os impede de retornar à vida pública.

Três ações que questionam, no STF, mudanças na Lei de Improbidade Administrativa — pode devolver a elegibilidade para políticos que já sofreram condenações pela Justiça e estão proibidos de disputar eleições.

O julgamento mantém presa a respiração de muitos personagens que pretendem retornar à vida pública a partir de outubro, entre eles, José Roberto Arruda, ex-governador  do Distrito Federal, e  Anthony Garotinho, ex governador do Rio de Janeiro.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem