Vale tudo pelo poder?


Por Mariano Maciel

Dilma x Marina

Não é de hoje. Na realidade, Dilma Rousseff e Marina Silva nunca se bicaram: nem como ministras de Lula, nem como adversárias em eleições presidenciais.

* No entanto, nos últimos dias, as duas se insurgiram contra o excesso de pragmatismo na campanha petista.

Tudo por voto

Marina protestou contra o apoio de Lula a Neri Geller, pré-candidato do PP ao Senado em Mato Grosso, cujo ruralista foi relator do projeto que arrasa as regras de licenciamento ambiental no país.

 * “Ficará difícil cumprir as promessas feitas aos indígenas, aos ambientalistas, ao setor do agronegócio que quer se firmar na pauta da sustentabilidade”, alertou a ex-ministra do Meio Ambiente.

Traição

Enquanto isso, Dilma reagiu ao flerte do PT com Michel Temer, que articulou sua derrubada em 2016 e agora afirma que ela é “honestíssima”. Lula corteja o MDB para tentar implodir a frágil candidatura de Simone Tebet.

*  “A História não perdoa a prática da traição. O senhor Michel Temer não engana mais ninguém. O que se conhece dele é mais que suficiente para evitá-lo”, disparou a ex-presidente.

Novo tropeço

O PT comete o mesmo erro ao se alinhar a Geraldo Alckmin e aposta na memória curta do eleitor acerca das duras críticas proferidas pelo ex-governador paulista, em passado recente, ao ex-presidente Lula.

* È patético os discursos de Alckmin elogiando o “companheiro de chapa”.  

Decisão acertada

A permanência de Ana Paula Lima na Secretaria de Estado da Assistência e dos Direitos das Mulheres, neste momento de remanejamento político por conta do período eleitoral, foi uma decisão acertada do governo que acatou a defesa dos órgãos de proteção, Associações e Conselhos Tutelares e da representação de entidades socioassintenciais.

* A dedicada Ana Paula tem feito um trabalho digno de elogios.

Familiocracia ou guetos?

A disputa entre famílias na política acreana começa a chamar a atenção.

Ridículo

Filha do cantor João Gilberto, Bebel Gilberto, pisoteou a bandeira do Brasil enquanto fazia um show em São Francisco, nos Estados Unidos, na última semana.

* Fato lamentável, triste e repugnante.

Frase

“Essa gente não sente nada pelo Brasil. Gostam apenas de se beneficiar do que o povo pode lhes proporcionar" - ex-secretário de Cultura, Mário Frias, sobre o episódio de Bebel Caetano.

 

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem