Caos na saúde pública do Acre

 


Por Perpétua Almeida

Enquanto o governador do Acre, Gladson Cameli, faz dancinhas pelos quatro cantos do Estado, torra o dinheiro dos acreanos em viagens internacionais e responde a processos na Justiça por desvio de verbas na Saúde, as nossas crianças estão morrendo por falta de UTI pediátrica.

Nesse exato momento o Pronto Socorro pediátrico, que recebe paciente grave, precisando de intervenção imediata, está com apenas dois leitos vagos. A pediatria lotada. A observação pediátrica que fica distante da emergência também lotada e os mais de cinco leitos de enfermaria, lotados também.

Portanto, só temos disponível dois leitos pediátricos em Rio Branco, capital do Acre, de acordo com as informações de uma pessoa da saúde, que está no local. Se eu não estivesse me recuperando de Covid, que positivei esta semana,estaria lá no OS infantil acompanhando tudo isso.

Estou aqui estudando formas de acionar o MPF, o MPF e a Justiça Federal. Aliás, penso que essas instituições de Justiça deveriam estar lá, exigindo soluções imediatas do governador, único responsável por essa tragédia que tem deixado mães desesperadas e crianças morrendo.  

* Perpétua Almeida é deputada federal pelo PCdoB-AC


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem