” Congresso não pode derrubar decreto de Bolsonaro que perdoa crimes de Daniel Silveira” – diz Pacheco


 

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou  que é uma prerrogativa do presidente Jair Bolsonaro editar o decreto que concede o instituto da graça ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a oito anos e nove meses de prisão. A graça funciona como um perdão da pena.

Com a declaração do presidente da Câmara, o decreto do presidente Jair Bolsonaro que concede perdão a Silveira foi alvo da primeira contestação judicial.

Na manhã da última sexta-feira 22, o partido Rede Sustentabilidade de Marina Silva protocolou ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a Corte torne nulo o ato de Bolsonaro.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem