Vanda Milani lamenta falecimento de irmã Cláudia

 


“A educação do Acre está de luto”, exclamou a deputada Vanda Milani em Brasília, ao receber esta terça-feira|(12), a notícia da morte, aos 91 anos, de irmã Cláudia ,religiosa há 69 anos da Congregação das Servas de  Maria Reparadora.

 

Para a deputada, um verdadeiro ícone  na educação de gerações de acreanos que ” tiveram o privilégio de ser aluno  desta grande educadora  no Colégio São José ou no Imaculada Conceição, onde também foi diretora por 14 anos. Meu próprio marido, Sylas Pascoal Nogueira, pertenceu a 1º turma do Imaculada Conceição(e lembra -como os demais alunos daquela localidade e época- do carinho especial com que sempre foi tratado por irmã Cláudia) ,além dos meus 3 filhos(Paulo ,Samuel e Israel Milani) que passaram pelas mãos desta professora que fez história no Acre”.

 

Ao longo de mais de 6 décadas, lembrou Vanda Milani, Maria Cláudia  Barbosa da Silva- ou simplesmente irmã Cláudia como era carinhosamente tratada por seus alunos- “soube não apenas ministrar conhecimento mas também transmitir sólidos valores cristãos  que forjaram a dignidade e o  caráter de inúmeros acreanos, contribuindo de forma decisiva na edificação de autênticos cidadãos ,transformando alunos em futuras personalidades de destaque nos mais diversos segmentos da sociedade da nossa terra.”

 

A vocação pelo magistério, destacou Vanda Milani, não apagou em irmã Cláudia  o fervor religioso, mas contribuiu para a consolidação de  uma  didática refinada que, através de uma técnica peculiar de voz suave, soube ministrar conhecimento e atrair a admiração e respeito de seus alunos.  Já sua religiosidade, ressaltou a parlamentar, só fez aprofundar a atenção e cuidado pelos mais carentes, “e a certeza que educação é a mola-mestra para o engrandecimento  pessoal ,progresso social e desenvolvimento econômico de toda sociedade”

 

                                                                Histórico

 

Por fim, Vanda Milani ressaltou que irmã Cláudia sempre demonstrou um profundo carinho pela própria terra -o Acre. “Natural de Rio Branco e filha mais nova de 4 irmãos, desde cedo irmã Cláudia despertou para a vida religiosa e o magistério deixando um enorme legado à educação- e ao ensino em particular. Como ex-professora, quero registrar meu reconhecimento  a esta grande educadora que dedicou toda uma vida para o engrandecimento de sua terra e sua gente. E meu mais profundo pesar a seus amigos e familiares por esta perda significativa para todo o Acre”.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem