*Perpétua propõe incluir violência política contra a mulher como quebra de decoro parlamentar *

 


A deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) apresentou na última semana uma alteração no regimento interno da Câmara dos Deputados para incluir a violência política contra a mulher, como prática de quebra de decoro parlamentar.  Assediar, constranger, humilhar, perseguir ou ameaçar, por qualquer meio, parlamentares e demais mulheres, poderá ser punido com a perda do mandato parlamentar.

Segundo a deputada, a proposta foi pensada juntamente com a ex-deputada federal Manuela D’ávila. “A ideia é também fazer uma campanha de mobilização para que deputadas estaduais e vereadoras repliquem a proposta nas Assembleias e Câmaras Municipais do Brasil”, disse Perpétua.

D’ávila reforça: “a violência política de gênero é um mecanismo que existe e é utilizado para afastar as mulheres da política. E, quando eleitas, fazem uso dessa violência para interromper ou imobilizar nossos mandatos”.

Assessoria

 

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem