Perpétua pede mais uma vez agilidade em votação do PL que proíbe cobrança de bagagens em voos nacionais

 


No plenário da Câmara, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) voltou a pedir agilidade na votação do seu Projeto de Decreto Legislativo que trata sobre a cobrança de bagagens em voos nacionais.

De acordo com o projeto, fica proibida a cobrança de qualquer tipo de taxa por bagagens de até 23 quilos em voos nacionais e 30 quilos em voos internacionais. A cobrança das bagagens é motivo de muitas reclamações e entrou em vigor em dezembro de 2016 com a promessa de reduzir o preço das passagens aéreas

A deputada Perpétua Almeida também denunciou as empresas aéreas pelo cancelamento de voos de vários estados no Brasil, inclusive no Acre. Lembrou que a Casa conseguiu aprovar Medida Provisória da aviação na qual constava a proibição das empresas aéreas a cobrança pela mala despachada e a gratuidade de uma mala de 23 quilos.

No entanto, o presidente Jair Bolsonaro vetou a gratuidade abrindo caminho para as empresas cobrarem pelas bagagens. Vale destacar que no Acre o trecho Rio Branco – Cruzeiro do Sul chega a custar R$ 2 mil, dependendo da data do voo.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem