Eleições de outubro devem ser acompanhadas por observadores internacionais

 


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu recorrer a observadores internacionais para aplacar ataques à lisura das eleições deste ano. A Corte disparou ofícios com convites para autoridades e organizações do exterior acompanharem a disputa pelo Planalto.

Entre os convidados notórios estão a União Europeia, a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Carter Center, organização fundada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter na área dos direitos humanos. As respostas aos chamamentos da Justiça Eleitoral devem começar a chegar no fim deste mês.

.A estratégia ocorre em meio aos questionamentos do presidente Jair Bolsonaro acerca da lisura e do resultado das urnas. Os convites encaminhados aos órgãos internacionais pelo TSE teve imediata reação.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores disse que o eventual convite à comunidade europeia destoa do modo de funcionamento convencional das missões de observação. Fonte: Correio Braziliense.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem