Trabalhadores e pacientes da Fundhacre denunciam descaso dentro da unidade de saúde

 


Denúncia foi feita por trabalhadores e pacientes que se sentem abandonados pelo poder público, diante da situação caótica em que se encontra a estrutura física dos ambientes na Fundação Hospital do Estado do Acre - Fundhacre.

Móveis enferrujados e quebrados, que colocam em risco a integridade física de quem atende e de quem é atendido; colchões em estado deplorável, suscetíveis à contaminação por bactérias e microrganismos; vasos sanitários e chuveiros quebrados, portas de banheiros sem fechaduras, com buracos, ou até mesmo a inexistência de portas, o que ocasiona a falta de um mínimo de privacidade aos usuários. Essas são algumas das reclamações feitas pelas pessoas que frequentam a Fundhacre todos os dias.

Além disso, os trabalhadores da saúde reclamam da falta de avanço nas negociações entre governo e sindicatos, onde foram feitas diversas promessas de melhoria pra as categorias, mas que não estão sendo cumpridas ou vêm sendo adiadas.

Diante dessas situações, os trabalhadores da saúde deliberaram, em assembleia geral, greve dos servidores do estado a partir do dia 8 de março e greve dos trabalhadores do município a partir do dia 9 de março, por tempo indeterminado.

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem