Mulheres cobram espaço na política e criticam fala machista sobre ucranianas

 


Fonte: Agência Senado

Uma sessão solene do Congresso Nacional celebrou nesta terça-feira (8) o Dia Internacional da Mulher. Senadoras, deputadas federais e convidadas defenderam o protagonismo feminino na política, denunciaram a violência sexual no Brasil e criticaram as declarações machistas do deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP) contra mulheres ucranianas.

No discurso de abertura, Eliziane Gama lamentou a invasão da Ucrânia pela Rússia e criticou as declarações de Arthur Do Val. Em áudios compartilhados em redes sociais, o deputado estadual disse que mulheres ucranianas “são fáceis porque são pobres”.

— Quero prestar solidariedade às ucranianas, que estão sofrendo o horror de uma guerra insana. Não deve haver espaço para o exibicionismo, para comentários sexistas proferidos por um político brasileiro que esteve na região a título de prestar solidariedade àquele povo agredido. Em vez de prestar solidariedade, ele trouxe um comentário abominável, inaceitável e inadmissível, que precisa ser fortemente repreendido e punido — disse Eliziane.

Durante a sessão solene, foi exibido um trecho do documentário Lugar de Mulher é na Política, produzido pela TV Senado. O programa sobre a formação da Bancada Feminina na Casa estreia nesta terça-feira, logo após a transmissão da sessão do Plenário, com reprise na sexta-feira (11), às 21h, e no sábado (12), às 19h30.

Convidadas

A ex-senadora Marina Silva também participou da sessão solene e cobrou uma maior presença das mulheres na política. A empresária Luiza Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, também defendeu um incremento da participação feminina.

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem