Jordão enfrenta crise financeira por falta de dinheiro em espécie, diz Perpétua

 


O município do Jordão, um dos mais isolados do Brasil, está sofrendo com a falta de dinheiro em espécie. Isto porque a Caixa Econômica Federal, limitou os envios de recursos para a lotérica, único “banco” que atende na cidade. A denúncia foi feita pela deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB).

Segundo a parlamentar, a Caixa reduziu as remessas de dinheiro para o Jordão, o que dificulta a compra e venda já que a população quase não utiliza cartão ou pagamentos via pix, e falta dinheiro no banco.

Perpétua explica que a maioria da população que recebe benefícios, por exemplo, mudou para a agência de Tarauacá, o que faz o dinheiro circular naquele município e não no Jordão.

A população indígena, que corresponde a mais de 65% da população, também está migrando suas contas bancárias para o município vizinho, bem como as compras do mês. Assim o comércio local, que funciona grande parte com dinheiro em espécie, fica no prejuízo.

“Jordão está enfrentando problemas por falta de dinheiro em espécie. Não existe moeda circulando no município e a população está viajando até três dias ou comprando passagem aérea se quiser fazer transações bancárias. É muito importante que a Caixa, conhecido como o bando dos pobres, possa chegar e fazer seu trabalho social nos municípios mais isolados do Acre”.

Perpétua se reuniu nesta terça-feira, 29, com a presidência da Caixa Econômica Federal, em Brasília, para solicitar que o banco encontre formas de ajudar a economia do município.

Assessoria


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem