Começa o troca-troca de partido sem implicações ao parlamentar

 


Está aberta a temporada de troca-troca de partidos dos deputados federais e deputados estaduais. É a chamada “janela partidária”, que se abre por 30 dias em cada ciclo eleitoral e permite a mudança de partido sem que isso implique infidelidade partidária e consequente perda de mandato.

O prazo de um mês está previsto na Lei das Eleições. Segundo a legislação, a janela se abre todo ano eleitoral, sempre seis meses antes do pleito. Neste ano, o período de troca partidária fica aberto de 3 de março a 1º de abril.

A janela foi regulamentada e inserida no calendário eleitoral na reforma de 2015.  As movimentações servem como termômetro das candidaturas, orientando qual a leitura que cada parlamentar faz do panorama eleitoral e das pesquisas de intenção de voto.

Neste ano, por exemplo, há a expectativa de que número relevante de deputados deixe a União Brasil, atual maior bancada da Câmara, fruto da fusão entre DEM e PSL. Parte deve seguir o presidente Jair Bolsonaro, filiando-se ao PL (atual partido do presidente).

Desde que a janela partidária foi criada, foram registradas 275 trocas de legenda entre deputados com mandato vigente, de acordo com dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem