Bolsonaro volta a atacar o STF

 

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou nesta quinta-feira 31, da cerimônia de troca de ministros que deixam seus cargos para disputar as eleições deste ano. Durante sua fala no Palácio do Planalto, Bolsonaro voltou a atacar o Supremo Tribunal Federal (STF) e afirmou que é perseguido por “um ministro que não tem o que fazer”.

“Deve ser um desocupado, fica o tempo todo me processando”, declarou, se referindo ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, que incluiu o presidente em dois inquéritos da Corte. “Alguém que nunca fez nada de útil para a sociedade, de repente processa todo dia o presidente. O que ele quer com isso? O que ajuda o Brasil?”, questionou.

O presidente foi incluído por Moraes no inquérito das fake news em agosto do ano passado. O pedido de apuração foi baseado nos ataques, sem provas, feitos pelo presidente às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral do país.

O presidente também comentou a decisão da ministra Rosa Weber de não arquivar o inquérito que investiga Bolsonaro no caso da compra da vacina Covaxin.

“O que essas pessoas querem? O que tem na cabeça?”, indagou. “Olha o padrão dos nossos ministros, compare com os ministérios que nos antecederam", disse. "Se não tem ideia, cala a boca. Coloca a toga e fica aí", completou.

 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem