Direto do Planalto

Ifac recebe nota máxima em avaliação institucional do MEC

 


O Instituto Federal do Acre (Ifac) recebeu nota 5 na avaliação institucional realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC). O conceito, que é a nota máxima dada pelo órgão federal, integra o processo de recredenciamento institucional, previsto no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Periodicamente, as instituições do país que ofertam cursos superiores, são avaliadas pelo MEC, como forma de garantir a continuação de seu funcionamento e oferta de cursos superiores para a comunidade.

De acordo com a reitora do Ifac, Rosana Cavalcante dos Santos, o conceito conquistado pelo Instituto Federal do Acre consolida o momento especial para a instituição, que com apenas 11 anos está entre as melhores do país.

“Em nossa última avaliação, no ano de 2016, o Ifac recebeu conceito 3. Na época, tivemos que assinar um protocolo de intenções. Essa nota e o documento firmado com o MEC, nos motivou a ampliar os investimentos e endossar o envolvimento de todos os gestores para a implementação de políticas que contribuíssem em melhorias e chegássemos nesse resultado”, destacou Rosana Cavalcante dos Santos.

Nos últimos anos, por meio de ações planejadas e com foco na educação de qualidade, conforme explica a reitora do Ifac, o Instituto ampliou sua estrutura, como também as ações focadas no ensino, pesquisa, extensão, tecnologia e ciência. O trabalho conjunto desenvolvido em todas as unidades da instituição garantiu a atual avaliação.

“Lutamos e trabalhamos duro para conquistar o status de estar entre as melhores instituições do país. Os critérios utilizados na avaliação para o nosso Instituto foram os mesmos que avaliaram outras instituições de referência em educação superior. Temos que nos orgulhar muito desse momento, pois com apenas 11 anos já chegamos nos níveis das grandes instituições do país. Todos nós fazemos parte desta história e de tudo o que o Ifac está vivenciando”, afirmou a reitora do Ifac.

Avaliação e recredenciamento

Conforme explica a pró-reitora de Ensino, Maria Lucilene Belmiro de Melo Acácio, que também foi responsável por conduzir as ações referentes ao recredenciamento do Ifac, o processo de avaliação institucional aconteceu entre o período de 13 a 15 de dezembro. A unidade visitada pela comissão de avaliadores do Ministério da Educação foi o campus Rio Branco.

No processo de recredenciamento, a instituição é avaliada a partir de cinco eixos (planejamento e avaliação institucional; desenvolvimento institucional; políticas acadêmicas; política de gestão e infraestrutura física), em que são analisadas: políticas de ensino de graduação, pós-graduação, pesquisa, extensão, comunicação, atendimento ao estudante, divulgação científica, existência e funcionamento de órgãos colegiados, comissões e planejamentos, políticas de capacitação, sustentabilidade financeira, instalações administrativas, salas de aula, laboratórios, bibliotecas, espaços de atendimento e convivência para estudantes, recursos de tecnologia da informação, instalações sanitárias, dentre outros itens.

“A comissão que avaliou o Ifac foi composta de docentes de outras instituições de educação superior do país. Os critérios avaliados têm com referência as atividades e ações desenvolvidas por todas as pró-reitorias, diretorias sistêmicas, campi, docentes e estudantes. Todos, de alguma forma, contribuíram para esse resultado, que é fundamental para o futuro da nossa instituição. A publicação final da nota conquista pelo Ifac ainda irá passar por algumas etapas na Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior e MEC, porém esse é um momento de reconhecimento e coroação de todo um esforço que temos feito para fazer com que o Ifac seja uma instituição de excelência”, avaliou Lucilene Acácio.

Nota reflete trabalho coletivo

Para o diretor geral do campus Rio Branco, Paulo Roberto de Souza, o recebimento dessa nota reflete o esforço e trabalho de todos que, de forma direta e indireta, atuaram para que as melhorias pudessem ser aplicadas na instituição.

“Enquanto diretor geral da unidade que foi visitada pela comissão do MEC, sinto uma alegria imensa. Nossa contribuição para com o Ifac foi importante para que pudéssemos atingir a nota máxima. Agradeço todas as equipes e o esforço de cada servidor para que pudéssemos chegar nesse resultado. A união e vontade de querer mais mostrou para todos, para o Acre, o Brasil e o MEC que o Ifac é uma instituição pública, gratuita, de qualidade, inclusive e que faz a diferença”, destacou Paulo Roberto de Souza.

Conforme explica Rosana Cavalcante dos Santos, a expectativa é de que o MEC publique os conceitos e recredenciamento das instituições de educação superior do país no primeiro semestre de 2022.

“Trabalhamos muito para esse momento e temos consciência do quão importante é essa nota para o Ifac. Porém, não podemos esquecer que melhor que tudo isso, são as nossas ações e políticas educacionais focadas em nossa comunidade acadêmica, estudantes e servidores. O recredenciamento é essencial e a avaliação é importante, porém tudo isso só acontece, pois temos implementado e vivenciado de forma efetiva o trabalho realizado em todas as nossas unidades”, finalizou a reitora do Ifac.

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem