Trabalhadores da saúde são mobilizados para greve geral

 


Nesta semana os diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (Sintesac) iniciaram uma agenda de visitas às unidades de saúde em vários municípios, mobilizando os servidores para greve geral da saúde.

 

Nesses últimos dois dias foram visitadas as unidades de saúde dos municípios de Xapuri, Brasileia, Sena Madureira e Manoel Urbano, a aceitação e o apoio ao movimento estão sendo unânime pela categoria. A agenda pretende mobilizar os trabalhadores do Alto Acre ao Juruá.

 

O movimento grevista dos profissionais da saúde vem se intensificando e se fortalecendo com a adesão de todas as categorias sindicais, aderido pelos sindicatos dos médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem, farmacêuticos, nutricionistas, odontólogos, técnicos de laboratório, biomédicos e o sindicato dos trabalhadores da saúde.

 

As articulações se iniciaram após a faltar de compromisso do governo com a categoria. Entre as pautas do movimento está a reposição de perdas salariais de 55% a todos os servidores ativos e inativos; correção anual da tabela do PCCR conforme índice inflacionário; adicional covid retroativo a dezembro de 2020; insalubridade no índice de 20% do piso salarial até regularização do novo LTCAT; concurso público em 2021 para início da atividade profissional em 2022; aposentadoria especial – regulamentação da lei; regularizar a situação dos servidores irregulares.

 

Para o presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que: “Será um dos movimentos mais uniformes que nós vamos fazer. O atual governo prometeu muito para gente, mas até o momento não cumpriu quase nada”, disse o sindicalista.

Postagem Anterior Próxima Postagem