Sanderson Moura ficará bem no papel de "nem nem" - "nem Lula e nem Bolsonaro"

 


Por Edinei Muniz

 

Sendo séria (já vi esse filme) a possibilidade de se tornar concreta a ventilada candidatura do advogado Sanderson Moura (PSOL) ao senado no ano que vem - com todo respeito que tenho  à figura - o vejo cometendo erro bisonho ao optar por atacar a "direita" esperando agradar a "esquerda local", este que parece ser o caminho por onde o causídico "imortal" decidiu seguir.

 

Convenhamos, os votos do campo da esquerda local, de tão poucos, talvez não sejam suficientes nem mesmo para  o Jorge Viana, que dirá para eleger o Sanderson, que abandonou esse campo há 20 anos atrás e de lá para cá oscilou da condição de adversário ferrenho, longa inércia, passando pela de bravo apoiador do impeachment da Dilma, até acomodar-se na atual condição de "elogiador" de Jorge Viana e Lula e "estripador" do bolsonarismo.

 

No referido espaço, digo, o campo de esquerda (esquerda dos padrões, tamanho e costumes locais), Sanderson terá pouca ou quase nenhuma chance de penetrabilidade na disputa ao senado com Jorge Viana caso essa seja a opção do petista em 2022.

 

Diante disso, como não poderia deixar de ser, como resultado das falhas de leitura política do filósofo Sanderson Moura , o mesmo vai inaugurando suas aparições como pré-candidato ao senado apanhando de galho de goiabeira da direita bolsonarista à medida que afaga Lula e Jorge Viana mas sem receber nenhuma proteção ou consideração por parte da esquerda local, que, convenhamos, jamais o reconhecerá como "reconstrutor" da mesma no atual contexto histórico, como este, o próprio Sanderson, vem sugerindo.

 

Não há como Sanderson Moura exercer liderança do tamanho da exigida para uma disputa ao senado no campo da esquerda local e muito menos da forma como se propõe, no caso, por cima, pelo patamar de uma disputa ao Senado Federal.  Não encaixa, não tem vaga e também não dá liga!

 

Recomendo ao Sanderson que explore o campo dos "nem nem", "nem Lula e nem Bolsonaro", espaço este que a mim parece lhe ser nitidamente mais favorável tendo em conta o seu perfil e história pessoal na política.

 

De cara, já apanharia bem menos!

 

Edinei Muniz

Postagem Anterior Próxima Postagem