Rodrigo Maia é expulso do DEM e deve se filiar ao partido de Kassab

 


 O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia foi expulso do DEM na noite desta segunda-feira 14, após meses de atrito com o presidente do partido, ACM Neto (DEM-BA). A decisão foi anunciada pela Executiva Nacional após apreciação de relatório com parecer favorável à expulsão. Especula-se que o novo destino do deputado seja o PSD, comandado pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, que recentemente trouxe Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, para suas fileiras.

Rodrigo Maia (RJ) saiu atacando ACM Neto, comparando o ex-companheiro de sigla a Tomás de Torquemada, que comandou a inquisição espanhola no século 15. “O DEM decidiu me expulsar de seus quadros. O presidente Torquemada Neto, usando o seu poder para tentar calar as merecidas críticas à sua gestão, tomou essa decisão. É lamentável o caminho imposto pelo Torquemada para o partido. Não só por isso, mas também pela sua deslealdade e falta de caráter, pedi a minha desfiliação. O partido diminuiu. Virou moeda de troca junto ao governo Bolsonaro. Agora é virar a página e juntar forças para um projeto de desenvolvimento do Brasil e em prol dos brasileiros”, disse Maia, em dois tuítes.

As diferenças entre o deputado e ACM Neto ficaram evidentes durante o processo de escolha do novo presidente da Câmara. Maia apoiava Baleia Rossi (MDB-SP) e o presidente do partido foi com Arthur Lira (PP-AL), que acabou vencendo. Após a eleição, Maia disse ao Valor Econômico que “um antigo amigo entregou a cabeça numa bandeja ao Planalto”, referindo-se às supostas negociações de ACM Neto com Jair Bolsonaro em favor da eleição de Lira.

Fonte: Rede Brasil Atual

Postagem Anterior Próxima Postagem