Mayra contradiz Pazuello sobre Manaus e defende isolamento

 


A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, falou à CPI da Covid, no Senado, por cerca de sete horas nesta terça-feira (25). No depoimento, ela contradisse o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello sobre a crise de oxigênio em Manaus, questionou a OMS (Organização Mundial da Saúde), defendeu o uso de cloroquina para parte dos pacientes com covid-19 e afirmou que aplicativo para tratamento precoce desenvolvido pelo ministério, mas que acabou cancelado, "poderia ter salvo muitas vidas".

A secretária não lançou mão do direito de ficar calada sobre o colapso do sistema de saúde em Manaus para não produzir prova contra si, que havia sido garantido pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Esse foi justamente um dos pontos que concentraram as perguntas dos senadores.

Postagem Anterior Próxima Postagem