Lula e Kassab podem estar juntos em 2022

 


Por Mariano Maciel

Relatório preliminar   

Passada a primeira semana de trabalho da CPI da Pandemia, começa a ganhar força, nos bastidores, um movimento para que o relator do colegiado, senador Renan Calheiros, apresente um relatório preliminar apontando falhas e sugerindo mudanças nas políticas de combate à covid-19 do Ministério da Saúde.

* O objetivo seria intervir em problemas que estão acontecendo neste momento e, por isso, ainda podem ser alvos de uma correção de rumos. Essa possibilidade é discutida entre o chamado “G7”, grupo de senadores independentes ou de oposição que integram a CPI.

De novo  

O ministro Queiroga, da Saúde, tentou driblar perguntas sobre o posicionamento do presidente Bolsonaro na pandemia, recusou-se a dar sua opinião sobre o uso da hidroxicloroquina (medicamento sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid) e evitou avaliar as condições do ministério e as ações de enfrentamento à pandemia no momento em que assumiu o cargo. 

* Por conta disso, o senador Humberto Costa (PT-PE), titular da comissão, vai apresentar à CPI requerimento para reconvocar Queiroga por causa de uma portaria assinada pelo ministro sobre fiscalização e cobrança de valores transferidos pelo Ministério da Saúde a estados e municípios.

 Foco nos estados

Após uma semana negativa para a gestão do presidente Jair Bolsonaro na CPI da Covid, senadores governistas querem aproveitar uma brecha para desviar, nos próximos dias, o foco do colegiado em direção às suspeitas de desvios de recursos e falhas na gestão de estados e municípios.

* Os parlamentares já conseguiram emplacar requerimentos de informação sobre questões estaduais, incluindo requisições à Controladoria-Geral da União (CGU) e à Procuradoria-Geral da República (PGR), e tiveram aval para convocar autoridades do Amazonas a depor.

Escolham o vice

A interlocutores de partidos do centro, que poderão apoiá-lo na eleição do ano que vem, o ex-presidente Lula têm dito que se entendam e indiquem o candidato a vice-presidente.

* Depois só me informem quem será; diz.

Corrida para vice

O PSD quer disputar a eleição com candidato próprio, mas se não der.... o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, é o nome preferido de Kassab.

* Se trocar o DEM pelo PSD, mas não decolar, o vice de Lula lhe cairia bem.

Em cima de muro

O MDB ainda não deu sinais sobre o que fará em 2022. Uma parte dele apoiará Lula, mesmo que a outra não apóie. Não se descarta, porém, que a maioria do partido acabe preferindo Lula a Jair Bolsonaro.

Cunha livre

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, voltou a usar as redes sociais. O retorno do ex-deputado às plataformas acontece após a revogação das prisões preventivas que vigoravam contra ele, que vinha cumprindo pena em regime domiciliar desde o no passado por causa da pandemia.

 Frase  

“Estou retornando a usar as redes sociais e quero agradecer todas as manifestações de carinho recebidas dos muitos amigos e daqueles que torcem por mim” – escreveu Eduardo Cunha.

 

 

أحدث أقدم