Iklan

iklan

Asmac celebra e dá transparência ao trabalho do Poder Judiciário do Acre durante a pandemia por Covid-19

25 de maio de 2021 | 25.5.21 WIB Last Updated 2021-05-25T17:18:27Z

 


A Associação dos Magistrados do Acre (Asmac) comemorou os resultados positivos obtidos por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) divulgados no Relatório de Produtividade do Poder Judiciário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os dados demonstram que mesmo durante toda pandemia pelo coronavírus (Covid-19) o atendimento de toda a sociedade foi mantido.

 

Desde a primeira semana, iniciada no dia 16 de março de 2020, e até a última verificada, dia 16 de maio de 2021, foram 69.413 sentenças e acórdãos proferidos, além de 147.417 decisões. Apenas entre 28 de dezembro e o dia 16 de maio, as sentenças e acórdãos chegaram a 21.592 e as decisões totalizaram 50.707.

 

O Poder Judiciário acreano ainda emitiu, ao longo dessas 61 semanas 171.737 despachos e 2.020.647 movimentos de processos.

 

Desde o início das medidas de distanciamento social e as medidas sanitárias adotadas, foram proferidas mais de 33 milhões de acórdãos e sentenças em todo o Brasil. 

 

As informações estão disponíveis no site do CNJ e tem por meta dar transparência ao esforço dos tribunais, com total apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e da Asmac, em manter a prestação jurisdicional durante a necessidade de isolamento social, que exigiu, em todos os fóruns e comarcas, a substituição do modelo presencial pelo remoto.

 

“O comprometimento e empenho dos magistrados e servidores foi determinante para o alcance desse resultado. A continuidade dos serviços prestados pelo Poder Judiciário acreano, a partir da implantação do trabalho em home office, nos termos da regulamentação do CNJ, mostrou-se positiva, conclusão que pode ser aferida pelos dados apresentados pelo CNJ quanto ao cumprimento das metas estabelecidas para 2020. Por exemplo, no ranking dos tribunais estaduais, ficamos em segundo lugar no cumprimento da meta 1 de 2020 – julgar mais processos que os distribuídos, sendo cumprido 110,71%; em 4º lugar na meta 2 – julgar processos mais antigos, com cumprimento de 118,32%. Mesmo com poucos recursos, o tribunal está construindo, com a participação de magistrados e servidores, seu planejamento estratégico, esperando-se, com isso, maior êxito na sua execução, sobretudo quanto à valorização de magistrados e servidores, que são importantes na consecução da missão do Tribunal com o objetivo de atingir sua visão de futuro, atendendo às expectativas da sociedade”, finalizou a presidente da Asmac, juíza Maria Rosinete dos Reis.

 

Por Freud Antunes

 

Comente
Deixe o seu comentário
  • Asmac celebra e dá transparência ao trabalho do Poder Judiciário do Acre durante a pandemia por Covid-19

Tendências