Wilson Witzel é afastado definitivamente do cargo de governador do Rio

 

(crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil)


O Tribunal Especial Misto que analisou o processo de impeachment contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), confirmou as denúncias de crime por responsabilidade contra o político e votou pelo afastamento definitivo de Witzel do cargo. O julgamento aconteceu nesta sexta-feira (30/4), no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.


Fizeram parte do Tribunal Especial Misto cinco desembargadores do Rio e cinco deputados estaduais fluminenses. Para que Witzel fosse condenado, eram necessários pelo menos sete votos contra ele. Até a publicação desta reportagem, já haviam votado a favor do impeachment do governador afastado três desembargadores (José Carlos Maldonado, Fernando Foch e Teresa de Andrade Castro) e quatro deputados (Waldeck Carneiro, Carlos Macedo, Chico Machado e Alexandre Freitas).

Após o término dos votos sobre o impeachment contra Witzel, os integrantes do Tribunal Especial Misto ainda decidirão por quanto tempo o político ficará inelegível. O período máximo é de cinco anos.

أحدث أقدم