Nunes Marques intima Kalil a cumprir decisão de liberar cultos e missas

 


O ministro Nunes Marques, do STF, intimou, na madrugada deste domingo (4), o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), a cumprir "com máxima urgência" a decisão que permite celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas, durante a pandemia do coronavírus. 

O prefeito tem 24 horas para esclarecer "as providências tomadas, sob pena de responsabilização, inclusive no âmbito criminal, nos termos da lei". A Superintendência da Polícia Federal em Minas Gerais foi acionada para garantir o cumprimento da liminar em caso de "resistência da autoridade municipal ou de seus funcionários". 

 

أحدث أقدم