Aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul estão na lista para serem leiloados nesta quarta-feira

 


Nesta semana, entre 7 e 9 de abril, o governo federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, vai realizar uma série de leilões para conceder à iniciativa privada 28 ativos de infraestrutura, entre aeroportos, terminais portuários e uma ferrovia. A expectativa do governo é que esses leilões injetem mais de R$ 10 bilhões em investimentos no Brasil.

Em apenas três dias, o ministério pretende assegurar um montante superior ao orçamento da Pasta para um ano inteiro – em torno de R$ 7 bilhões. Segundo o ministério, essas concessões vão gerar mais de 200 mil empregos, de forma direta, indireta e efeito-renda, ao longo dos contratos de arrendamento e concessões.

Neste dia 7 será realizado o leilão de 22 aeroportos de uma só vez. No dia 8, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste; e no dia 9,  5 terminais portuários, de acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

Os leilões de 22 aeroportos serão divididos em três blocos: Sul, Norte I e Central. Sete compõem o Bloco Norte i: Manaus, Tabatinga e Tefé (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), e Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC).

Os partidos do bloco de oposição se posicionaram contra as privatizações. “O Congresso e o Governo deveriam se preocupar apenas a salvar vidas neste momento da pandemia” – disse a deputada Perpétua Almeida. 

Postagem Anterior Próxima Postagem