Postura condenável: É lamentável que o presidente tenha feito palanque eleitoral diante da catástrofe pela qual passa nosso povo, disse Léo de Brito

 


O deputado federal Leo de Brito (PT-AC), externou sua indignação, durante pronunciamento na sessão remota da Câmara dos Deputados, realizada nesta quarta-feira, 24, diante da postura do presidente da República em visita ao Acre.

 

Jair Bolsonaro esteve em Rio Branco e Sena Madureira nesta quarta-feira, onde fez sobrevoo e percorreu algumas ruas em carro aberto.

 

“É lamentável o presidente fazer palanque eleitoral em meio a catástrofe pela qual estamos passando no Acre, uma postura condenável, promoveu aglomerações, sem máscara, e ainda não trouxe grandes novidades e nem vacinas extra”, disse Leo de Brito.

 

O parlamentar acreano expôs a situação de emergência pela qual passam 10 municípios atingidos pelas enchentes dos rios no Acre, onde cerca de 120 mil pessoas foram diretamente afetadas, além do colapso na saúde com o agravamento da Covid-19, surto de dengue em Rio Branco e a crise migratória em Assis Brasil.

 

“Estamos passando por uma situação  gravíssima, que requer atenção especial do governo federal. Minha expectativa com essa visita era de que fosse anunciada a priorização da vacinação para os acreanos, o que tenho pedido constantemente, inclusive desde o dia 10 de fevereiro, solicitei este pleito ao ministro da Saúde em razão da gravidade da pandemia no Acre”, enfatizou de Brito.

 

Leo de Brito indagou sobre quais medidas  concretas o governo federal vai adotar para de fato ajudar o Acre.

 

“Infelizmente o presidente não disse a que veio, não adianta vir aqui apenas fazer campanha antecipada, minha preocupação é com as centenas de pessoas que perderam tudo nessas enchentes, com as que estão desempregadas e precisam do auxílio emergencial, com os  ribeirinhos que perderam toda a sua produção, com o caos na saúde”, precisamos de respostas para essas questões urgente, finalizou o deputado federal.

أحدث أقدم