Butantan: CoronaVac tem eficácia global de 50,38% contra covid-19

 


(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Após questionamentos sobre a eficácia da vacina CoronaVac anunciada na última semana pelo Instituto Butantan e pelo governo de São Paulo, foi divulgado nesta terça-feira (12/1) que a eficácia global do imunizante contra a covid-19 é de 50,38%. Na semana passada, o governo estadual e o instituto paulista anunciaram uma eficácia de 78% para casos leves e 100% para casos graves.


Os números, entretanto, são recorte do estudo. Ao observar toda a amostra, chega-se à eficácia geral, principal indicador da pesquisa e cujo número é menor.


Desta forma, os números mostram que a vacina protege pouco mais da metade das pessoas contra o vírus. O índice atende à eficácia mínima recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 50%. A Anvisa explica que não há critério de eficácia mínimo definido em norma para aprovação da vacina, seja para uso emergencial ou para registro definitivo. Porém, a agência diz estar alinhada às discussões internacionais, que sugerem um valor mínimo de 50%.


Das pessoas que pegaram a covid-19, 77,96% ficam protegidos contra casos leves, sendo que sete pessoas haviam recebido a vacina, e outras 31, placebo. Apesar do governo de São Paulo já ter indicado que a eficácia da vacina em casos graves e moderados é de 100%, o diretor médico de pesquisa do Instituto Butantan, Ricardo Palácios, explicou nesta terça-feira que a significância estatística desse número não é válida, porque o número de infectados que precisaram de hospitalização no total é pequeno, tendo em vista que apenas sete pessoas do grupo placebo integram o mesmo. Fonte: Correio Braziliense.

 

 

Postagem Anterior Próxima Postagem