Com avanço de Lira, Maia tenta manter esquerda ao seu lado em eleição para o comando da Câmara

 


Para barrar o flerte entre o deputado Arthur Lira (PP-AL) e a oposição, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reuniu os partidos de esquerda nesta terça-feira (15) com o objetivo de evitar dissidências que possam fortalecer a candidatura do nome apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Maia convidou para uma conversa na residência oficial da Câmara líderes e dirigentes de PT, PSB, PDT e PC do B. Também estiveram presentes os dois nomes apoiados por Maia: o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder da Maioria, e Baleia Rossi (SP), presidente do MDB.

Líderes de partidos de esquerda afirmam que Baleia Rossi, presidente do MDB, está vencendo aos poucos a resistência no bloco Integrantes da cúpula do DEM já preveem um cenário em que o partido não conseguirá manter o comando de nenhuma das Casas do Congresso. Na Câmara, o nome de Elmar Nascimento (BA) perdeu muita força. No Senado, cresce a ofensiva do MDB contra Rodrigo Pacheco (MG). Líderes de partidos de esquerda afirmam que Baleia Rossi, presidente do MDB, está vencendo aos poucos a resistência no PT a seu nome para comandar a Câmara.


Os partidos de oposição ao presidente Jair Bolsonaro fizeram ontem um movimento para enfraquecer a candidatura do líder do PP, Arthur Lira (AL), à presidência da Câmara e indicaram adesão ao bloco de legendas liderados pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A sinalização adiou a escolha do candidato mais uma vez e, agora, a previsão é anunciá-lo hoje à noite ou até amanhã. O presidente do Republicanos, Marcos Pereira (SP), é pressionado pelos dois lados a desistir de concorrer. Pré-candidato à Presidência em 2022, Ciro Gomes viajou a Brasília para a reunião do diretório do PDT, em que foi decidido buscar a unidade com o governo.

 

 

Postagem Anterior Próxima Postagem