MDB é o partido com mais prefeitos eleitos, mas DEM, PP e PSD têm maior alta


Com a disputa definida em 5.504 das 5.567 cidades brasileiras que tiveram eleições nesse domingo 15, o MDB se mantém, até aqui, como o partido com maior número de prefeitos. São 782 eleitos até o momento, com mais 7 a caminho da disputa em 2º turno.

As legendas que deram maiores saltos em número de filiados nas prefeituras foram DEM, PP e PSD.

O Democratas – que reelegeu Rafael Greca em Curitiba, Gean Loureiro em Florianópolis e também Bruno Reis para suceder ACM Neto em Salvador– chegou a 466 prefeituras. São 198 a mais que o total de eleitos pelo partido nas eleições municipais anteriores. O crescimento de 2016 a 2020 foi de 73,9%.

PP e PSD integram em Brasília o chamado Centrão, grupo de partidos sem ideologia clara com alto poder de influência no Congresso. O PP conquistou no 1º turno 685 prefeituras (salto de 38,4% frente ao total de 2016). Já o PSD chegou a 660 prefeitos, número que supera em 121 a quantia alcançada pela legenda há 4 anos.

O PT até o momento conseguiu 193 prefeitos – 61 a menos que em 2016. O partido dos ex-presidentes Lula e Dilma, no entanto, ainda tem a chance de terminar as eleições com saldo melhor que o de 4 anos atrás se considerado o número de eleitores governados. A legenda tem 15 candidatos classificados para o 2º turno nas maiores cidades. Em 2016, o partido elegeu somente um prefeito no chamado G96, grupo que reúne as 26 capitais e as 70 cidades que abrigam número superior a 200 mil eleitores.

 


Postagem Anterior Próxima Postagem