Sindmed-AC confirma atraso nos pagamentos de médicos do Into

 


A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) visitou na quarta-feira (07) unidade do Into utilizada para o tratamento das pessoas com coronavírus (Covid-19) e confirmou o atraso no pagamento das remunerações dos médicos no mês de agosto. Também foi verificado o aumento da ocupação de leitos, tendo registrado também um montante de consultas quase três vezes maior na segunda-feira e na terça-feira.

Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), os profissionais informaram a ocupação de 17 dos 20 leitos e na enfermaria o total de internados chegou a 56 para 80 vagas disponíveis naquele momento. A procura pelo serviço, que era média de 38 pessoas por dia, saltou para 90.

O sindicalista ainda alertou para o aumento dos números registrados pelo Into e pediu apoio da população na manutenção das regras sanitárias, como o uso de máscara e álcool em gel para as mãos.

No caso dos médicos que prestam serviço como pessoa jurídica e não como empregados, o Sindmed-AC apenas atuará como mediador, buscando a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) para solicitar que haja maior agilidade nos repasses. “Vamos levar a nossa preocupação sobre o atraso nos pagamentos a Sesacre, pois são pessoas que possuem famílias e contas para pagar. Todos estão realizando plantões e cuidando de outras vidas mesmo sem receber os valores devidos pelo Estado”, explicou o presidente em exercício, Guilherme Pulici.    

Freud Antunes

Postagem Anterior Próxima Postagem