Senador Chico Rodrigues decide pedir afastamento por 90 dias

 


O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado pela Polícia Federal (PF) com R$ 33 mil sob as cuecas na quarta-feira passada, decidiu pedir na manhã de hoje (20) uma licença sem vencimentos por 90 dias do Senado. Ou seja, até o fim de fevereiro. Já comunicou a decisão a aliados e já entregou o pedido ao Senado.

Entre outros objetivos, Rodrigues quis evitar a goleada que certamente tomaria do Supremo Tribunal Federal (STF), que se reuniria nesta quarta-feira 21, para julgar a decisão liminar de afastamento do senador tomada na semana passada monocraticamente pelo ministro Luís Roberto Barroso.

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Jayme Campos (DEM-MT) remeteu a representação contra o senador flagrado com dinheiro na cueca, à Advocacia da Casa. A celeridade da resposta do órgão será um termômetro sobre a vontade da cúpula do Senado de fazer andar o processo contra o ex-vice-líder de Jair Bolsonaro.

Não há prazo para a apresentação do parecer: pode chegar em um dia ou um ano.

 

 

Postagem Anterior Próxima Postagem