Oposição vai obstruir na Câmara até votação de auxílio emergencial de R$ 600


 

Em entrevista coletiva nesta terça-feira 18, na Câmara os Deputados, os líderes da oposição cobraram do presidente Rodrigo Maia, a votação da Medida Provisória 1.000 (MP) que institui o auxílio emergencial de R$ 600,00 até o final de dezembro, que compreende o período de duração do Decreto de Calamidade.

 

De acordo com a deputada Perpétua Almeida, líder da bancada do PCdoB, é inaceitável que o presidente Jair Bolsonaro corte a renda emergencial para R$ 300 em meio a uma das maiores crises econômicas da história. “Conforme o IBGE, a taxa de desemprego no Brasil é recorde: 14,3%. Infelizmente, o país contabiliza 13,7 milhões de desempregados” – disse ela.

 

A líder do PCdoB garantiu que, a  partir da sessão desta terça-feira terá início à obstrução de matérias pelo bloco de  oposição,  até que se vote a MP 1.000.  

.

Postagem Anterior Próxima Postagem