Maia diz que “em nenhuma hipótese” Câmara apoiaria prorrogação de calamidade

 


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse neste sábado (17.out.2020) que não há hipótese da Casa apoiar a prorrogação do estado de calamidade pública ou do Orçamento de Guerra, que permite despesas excepcionais para o enfrentamento da pandemia.

Mesmo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, já tendo negado, o governo federal estuda prorrogar novamente o pagamento do auxílio emergencial. A ideia, gestada pela equipe econômica, seria estender o benefício por mais 3 meses, até março de 2021.

“Não haverá na Câmara dos Deputados, enquanto eu for presidente, até 1º de fevereiro, nenhuma hipótese de se usar a PEC da guerra e nenhuma hipótese de prorrogar o estado de calamidade. Não há necessidade. Nós precisamos de responsabilidade”, disse Maia em live da XP Investimentos.

 

Postagem Anterior Próxima Postagem