Diretoria do Sindmed-AC se reúne com Alysson e reivindica melhores condições de trabalho e direitos dos médicos

 


A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) se reuniu com o secretário de Estado de Saúde (Sesacre), Alysson Bestene, na tarde desta terça-feira (27). O objetivo do encontro, organizado por meio de videoconferência, foi cobrar demandas da classe.

Entre as reivindicações, os sindicalistas cobraram as gratificações que não foram pagas, como a titulação e a interiorização, além da resolução do caso de insalubridades pagas de forma desigual entre os profissionais de um mesmo ambiente de trabalho.

O presidente Murilo Batista ainda apresentou a proposta de incorporação da insalubridade na aposentadoria. Para o sindicalista, não se pode admitir que o profissional trabalhe por 35 anos em área insalubre e, no final da carreira, não levar esse benefício.

"Acredito ser justa a falta da incorporação da insalubridade na aposentadoria por ser uma forma de reconhecer o trabalho executado por 35 anos de atuação em ambiente insalubre. Vamos apresentar um anteprojeto de lei sobre o benefício", detalhou.

O vice-presidente, Guilherme Pulici, cobrou melhorias nas unidades de saúde do interior, como as de Xapuri, Brasileia e Feijó, além da capital, apontando falhas estruturais que colocam em risco a atuação profissional. O gestor afirmou que as demandas já estão sendo atendidas e em breve convidará o Sindmed-AC para participar da entrega da obra de reforma.

Em resposta, Alysson pediu 15 dias para a apresentação de respostas, além de explicar que estão sendo realizadas obras nos hospitais do interior.

"Além dos hospitais do interior, vamos reformar a Maternidade Bárbara Heliodora mesmo com a proposta de construção de uma nova maternidade", disse o gestor.

Murilo Batista afirmou que o Sindicato continuará dando apoio aos médicos, visitando todas as unidades de Saúde do Estado, uma tarefa que busca melhores condições de trabalho.    

Freud Antunes

 

Postagem Anterior Próxima Postagem