Justiça do Acre determina que goleiro Bruno use tornozeleira eletrônica em jogos



Reprodução / Instagram

A Justiça do Acre determinou nesta segunda-feira 7, que o goleiro Bruno Fernandes use tornozeleira eletrônica após um pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC) e que foi acatado pelo juiz a Vara de Execuções Penais, Hugo Torquato.

O jogador, que atua pelo Rio Branco, capital do Acre, disputa a Série D do Campeonato Brasileiro e cumpre regime semiaberto após ser condenado pela morte de Eliza Samúdio.

O caso aconteceu em junho de 2010 quando o arqueiro ainda jogava pelo Flamengo, mas o atleta não demonstra nenhum arrependimento e afirmou ontem a noite, em entrevista ao programa “Conexão Repórter”, do SBT,  que "dorme com a consciência tranquila".

Postagem Anterior Próxima Postagem