CGU, PF e MPF combatem fraudes com recursos federais em Pernambuco


Operação Pescaria – 3ª Fase investiga contratação de empresas “de fachada” para realização de obras municipais, que eram executadas por terceiros


A Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta quinta-feira (10), em Pernambuco, da Operação Pescaria – 3ª Fase. O trabalho é realizado em parceria com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF). O objetivo é dar continuidade às apurações de irregularidades na aplicação de recursos públicos federais para a realização de obras em municípios do Estado.

A Operação Pescaria, cuja 1ª fase foi deflagrada em fevereiro e a 2ª fase no mês de março, investiga a contratação de empresas “de fachada” para realização de obras, que eram executadas por terceiros.

As apurações apontam supostas práticas delituosas na condução de processos licitatórios e no acompanhamento e fiscalização dos serviços executados, por parte de órgãos municipais, bem como prováveis ocorrências de lavagem de dinheiro por parte de pessoas físicas e jurídicas relacionadas aos empreendimentos.

Os valores de empenhos liquidados por diversos municípios pernambucanos, entre 2015 e 2018, em favor das empresas investigadas nesta fase somaram mais de R$ 14 milhões.



Postagem Anterior Próxima Postagem