Melhor para o Brasil é manter veto a reajuste dos servidores, diz Maia


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira que vai trabalhar junto aos deputados para manter o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao reajuste dos servidores públicos, após o Senado votar pela derrubada na véspera, ao destacar que a manutenção é "melhor para o Brasil".
"Entendemos que esse veto é muito importante a sua manutenção para que a gente possa dar uma sinalização clara", disse Maia, em entrevista coletiva após participar de reunião de líderes do governo e de partidos para discutir a estratégia de votação da matéria na sessão do Congresso desta tarde.
"Melhor para o Brasil é a manutenção do veto", acrescentou.
Para Maia, é preciso que os servidores públicos --que não tiveram reduções salariais e preservaram seus empregos apesar da crise econômica devido à pandemia do novo coronavírus-- deem a sua contribuição.
O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), alertou para o fato de que uma eventual derrubada do veto na Câmara poderia ter impacto, inclusive, na programação do governo de estender o pagamento do auxílio emergencial para informais e desempregados até o fim do ano.
 Por Ricardo Brito/Reuters


Postagem Anterior Próxima Postagem