Renato Feder rejeita convite para assumir Ministério da Educação

Nenhum comentário


O secretário de Educação e Esporte do Paraná, Renato Feder anunciou neste domingo 5, que rejeitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Educação. O convite foi feito pelo presidente na última quinta-feira 2, mas ele resolveu não aceitar. 

"Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação", escreveu.  

O nome de Feder é cotado desde a saída do ex-ministro Abraham Weintraub, mas enfrentava grande resistência da ala ideológica do governo, da ala militar e também da ala evangélica.

Um dos pontos que degradava esse grupo é o fato de o possível ministro ter doado para a campanha do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), inimigo político do presidente. Havia também resistência da ala evangélica. Fonte CB.


Nenhum comentário

Postar um comentário