Origem do novo coronavírus será investigada

Nenhum comentário


A Organização Mundial da Saúde (OMS) enviará uma equipe à China para investigar as origens do novo coronavírus. Segundo o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom, a informação pode ajudar no combate à doença. Ele advertiu que a pandemia continua "acelerando" e está longe de terminar.

 País mais afetado, os Estados Unidos tiveram um crescimento de 80% no número de casos em relação a duas semanas atrás. Por este motivo, o responsável pela força-tarefa da Casa Branca, Anthony Fauci, alertou o Senado sobre uma ameaça de uma "explosão de infectados".

Ao todo, mais de 127 mil americanos já morreram devido ao vírus, número superior ao das vítimas de quatro guerras diferentes.

Nenhum comentário

Postar um comentário