Márcia, mulher de Fabrício Queiroz, também tem prisão domiciliar autorizada


STJ diz que ela tem que cuidar do marido

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, concedeu nesta quinta-feira 9,  habeas corpus pedido pela defesa de Fabrício Queiroz e de sua mulher, Márcia Aguiar, que está foragida desde o dia 18 de junho, quando Queiroz foi preso em Atibaia, em São Paulo.
Com a decisão de Noronha, os dois vão para prisão domiciliar e serão monitorados por tornozeleira eletrônica.
Eles são investigados no caso da “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.


Postagem Anterior Próxima Postagem