Goleiro Bruno leva vida discreta e mantém rotina de treinos diários em Cabo Frio, onde vive hoje

Nenhum comentário


Bruno Fernandes chega ao campo do América de Cabo Frio com a mala de seu carro, um modelo avaliado em R$ 70 mil,  abarrotada de equipamento. O próprio goleiro  é quem carrega todo o material para mais um dia de treinamento. O local fica a 1km da casa onde vive hoje o atleta, com sua mulher, Ingrid, e a filha do casal, no bairro de Parque Burle.
É na cidade da Região dos Lagos do Rio que Bruno mora desde que deixou Varginha, em Minas Gerais, no fim de março deste ano, para ficar mais próximo dos sogros. Uma rotina muito diferente da que vivia como ídolo do Flamengo, antes de ser julgado e condenado pelo assassinato de Elisa Samúdio.
Ele está solto desde o ano passado, após ganhar o direito de cumprir o restante da pela morte de Eliza, ocorrida em 2010, no regime semiaberto.
 Em sua nova rotina, Bruno Fernandes raramente é visto pelos vizinhos. Ele quase não sai de casa nem frequenta o comércio local. Motoqueiros fazem entregas diárias na casa, quase sempre na hora do almoço e do jantar. Quando não está treinando, o goleiro costuma visitar os pais da mulher no município vizinho de Arraial do Cabo.
 O rompimento em maio com o empresário Jaime Marcelo, que vislumbrava uma carreira para o goleiro na Europa, parece não ter tirado a determinação de Bruno Fernandes.
Seus treinos diários são acompanhados pelo treinador de goleiros Wellington. No campo, ele divide espaço com outros jovens atletas,  como o goleiro sub 20 do Flamengo, Pedro Caracocci, com quem Bruno chegou a postar uma foto.
"Para muitos uma promessa, para mim uma realidade", legendou o atleta, hoje com 35 anos, que em nenhum momento apareceu usando máscara de proteção. Por Extra.


Nenhum comentário

Postar um comentário