''Eu me arrependo''; diz desembargador que humilhou guarda municipal

Nenhum comentário

O desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), pediu desculpas, nesta quinta-feira (23/7), por meio de uma nota pública ao guarda municipal Cícero Hilário, após tê-lo humilhado e rasgado a multa aplicada pelo agente de segurança durante uma abordagem na orla de Santos, no litoral paulista, no último sábado (18/7).

Na ocasião, 
o magistrado descumpria o decreto municipal da obrigatoriedade do uso de máscara em locais públicos. "Nos últimos dias, vídeos de incidentes ocorridos entre mim e guardas municipais de Santos têm motivado intenso debate na mídia e nas redes sociais, com repercussão nacional. Realmente, no último sábado (18/07) me exaltei, desmedidamente, com o guarda municipal Cícero Hilário, razão pela qual venho a público lhe pedir desculpas", disse, em nota.

Siqueira afirma, ainda, que a atitude teve como base uma “profunda indignação com a série de confusões normativas que têm surgido durante a pandemia” além das “inúmeras abordagens ilegais e agressivas que recebi antes, que sem dúvida exaltam os ânimos”. Fonte CB


Nenhum comentário

Postar um comentário